“Mais do que mobiliário, a cadeira portuguesa é design urbano, porque carateriza o espaço das nossas cidades há várias décadas e, no fundo, é a cadeira de todos os portugueses”, diz Nuno Ladeiro, arquiteto e diretor da exposição que pretende mostrar que “a cadeira em que tropeçamos todos os dias e na qual já nem reparamos, porque é do domínio público, deve ser estudada e homenageada”.

Assim, foram 40 cadeiras tiradas das esplanadas e transformadas em objetos de museu depois de terem sido intervencionadas por 40 artistas. O objetivo? Fazer uma “Homenagem à Cadeira Portuguesa”, numa exposição na Casa de Santa Maria, em Cascais.

Prestamos aqui a nossa homenagem pois a criatividade não tem limites nem convites…